Da Escrita - Parte 2: Ao Autor


Oi, gente! Tudo bem???

Faz tempo que não trago nada pra vocês, minha vida está uma loucura. Encerramento do ano financeiro em órgão publico é uma uma insanidade junto com exercício prático militar... nossa eu to só o caco!

Mas não em esqueci de vocês, esqueci é de postar mesmo os textos que tenho elaborado. No texto de hoje vou dar algumas dicas de como contatar blogs que possam se interessar em fazer parcerias com vocês.


Por mais que você brilhe, lembre-se de quem te ajudou a chegar onde você está.

Uma das coisas que recebo muito no meu e-mail do blog são pedidos de parceria de alguns autores. Alguns entraram em contato de forma fofa e educada. Outros que minha nossa gente... simplesmente ignorei. Por essa razão decidi falar sobre isso hoje. 
Já recebi e-mail's tãão frios e mal educados que eram como se o autor não estivesse me pedindo ou me convidando a conhecer algo. Era como se ele não fizesse a mínima questão de que eu realmente fosse conhecer o seu trabalho e que o fato dele ser um escritor me fazia uma reles mortal subjugada pela sua luz celestial ou coisa do tipo e era obrigada a divulgá-lo. 

Para não dizer que não ajudo autores nacionais, atualmente, quem me manda e-mail completo, com uma apresentação decente, com fotos, sinopses, links e me convida de forma educada e conhecer o seu trabalho eu acabo divulgando sem pedir nada em troca. Simplesmente vou lá e apresento o que ele me passou, então se você for na página do meu blog e encontrar algum autor nacional que não li sendo divulgado lá... saiba que ele conseguiu aquilo com educação.

Conseguir achar blogs comprometidos e sérios hoje em dia é muito difícil. Quando você encontra algum realmente disposto a cooperar você tem de usar seu talento e seu carisma. Antes de mais nada, lembre-se quem precisa de quem... e você precisa mais do blogueiro do que ele de você, então seja cortês. elogie o trabalho dele, apresente-se e por fim apresente seu trabalho.

Você não precisa enviar um livro para o blogueiro, mas pode convidá-lo a um book tour do livro que está apresentando. Se você acompanhou por mais tempo o trabalho do blogueiro e quer que ele resenhe é obvio que ele vai querer um livro, nem todo mundo gosta de ler em e-books e, a meu ver, acho mais seguro encaminhar um livro físico autografado do que em e-book e os custos entre um e outro só confirmam o velho ditado de que 'o barato sai caro'.. 

Você agora deve estar pensando que eu falei besteira, mas raciocinemos juntos.

Por mais que acompanhemos o trabalho do blogueiro, não sabemos com certeza quem está do outro lado da tela do computador. É uma roleta russa, mas que se der certo vai te levar ao sucesso facilmente. Como? Vou explicar. Um livro físico autografado, faz com que o exemplar seja único e intransferível, então se o blogueiro decidir se desfazer do seu exemplar não vai vender muito fácil, já vi muito autor parceiro reclamando que blogueiros tem feito isso no Skoob. Não vejo mal nenhum quando ele troca, mas realmente vender é muito mal caratismo. Ao meu ver prefiro meu livro viajando do que encostado em alguma estante, então se prepare para coisas assim, esse é o seu menor problema, o livro físico é difícil de ser copiado, adulterado e plagiado. Então, se você viu um blogueiro vendendo seu livro sinta-se feliz... ele poderia estar distribuindo seus e-books gratuitamente para qualquer um em qualquer parte do planeta.

Pensando dessa forma, qual forma te faria perder mais dinheiro? Pense nisso, os livros digitais ficam sem controle na internet, até que as medidas cabíveis por lei sejam feitas, você já deixou de vender centenas de exemplares. Como disse anteriormente, invista em você mesmo.

Outra coisa que vejo muito autor parceiro reclamando é que o parceiro, depois de receber e ler seu livro, nunca mais posta nada sobre o seu trabalho, mas... você tem exercido seu papel? Tem informado a ele suas novidades? Seja parceiro do seu parceiro também, crie um circulo entre eles, adicione nas redes sociais, crie grupos fechados para seus parceiros poderem se ajudar e ajudar a você. Seja sempre, o mais simpático possível com eles, caso algum deles venha a distratá-lo ou a cometer de alguma forma algumas negligências citadas por mim anteriormente, não vá xingá-lo nem brigar com ele. O melhor tipo de represália é o silêncio. Educadamente o exclua das suas redes e o bloqueie. Caso ele entre em contato por e-mail, ignore. Por pior que seja a forma como se sinta, se calar é a melhor resposta para tudo.

Para encerrar temos a certeza de que manter um contato simpático e educado é a alma do seu negócio, então reveja seus contatos, crie um e-mail padrão de apresentação e contato. Ser profissional é diferente de ser mal educado ou frio. Não precisa se derreter todo, mas também não precisa ser um ice berg. Escreva e reescreva seus e-mail's deixe um padrão salvo para o primeiro contato de divulgação. Caso não saiba como ao menos aborte o blogueiro de forma amigável... e muitas coisas boas você vai colher disso.

Espero que tenham gostado. Terça que vem trago uma resenha de livro nacional para vocês ;)

Texto:
R A Í S S A • N A N T E S
Resenhista, aspirante a escritora e, agora, colunista do Clube dos Novos Autores.